pesquisa

Estou a efectuar uma pesquisa sobre as embarcações típicas da Ria de Aveiro, antigas e actuais. O meu enfoque é encontrar todo o tipo de embarcações que navegaram e ainda navegam pelos canais da ria, de Ovar a Mira, de Norte a Sul. São embarcações que serviram funções de: transporte de pessoas, animais e produtos; pesca e caça; apanha do moliço e de recreio, e que actualmente servem outras funções mais ligadas ao lazer, turismo e decoração da ria…

Responses

  1. Cara Amiga,

    Só quando se preocuparem de uma forma honesta com a ria a nivel historico e arqueologico é que vai conhecer um pouco das nossas BARCAS… mas não é aqui neste rectangulo que podemos dizer algo de concreto… Houve periodos em que a nossa ria andava cheia de barcas e pode ter a certeza que o mercantel e a Ilhava são o que mais se aproximam…. moliceiro….caçadeira são barcos modernos…

    • Srº António,

      A sua inquietação é transversal a todos os que se preocupam com este tema.
      A história das nossas embarcações é muito interessante e para falar dela existem alguns investigadores, pessoas da nossa terra, com muito conhecimento.
      Estarei atenta a toda a bibliografia que exista sobre o assunto.

      Cumprimentos,
      Etelvina Almeida

      • Amiga,
        Relativamente ás antigas barcas da Ria há muito pouca informação e ainda não foi retirada nenhuma dos fundos da Ria. Deduções tambem eu faço como fiz no museu de Ilhavo sobre o chumbo e o moliceiro…. mas, infelizmente, quem dava origem às novas canoas de tábuas pertencia ao povo… por isso não ficaram nos livros dos investigadores. Por exemplo eu tenho uma fotografia de vários mercanteis em Águeda e é interessante que no cais há uma carga de lenha… coisa que hoje é impossivel. Tambem li um documento coevo sobre o transporte de chumbo desde as minas do Braçal em Pessegueiro do Vouga e lá surgiam os mercanteis… Temos feito a descida do Rio em kayak e encontramos alguns rapidos e temos mesmo de fazer duas portagens e no verão nem há água para um kayak navegar…. apesar de no tempo do chumbo as barcadas de verão serem tambem mais caras e com uma carga menor… Alem disso há muito investigador de gabinete e daqueles que fazem perguntas aos velhotes nos bancos de jardim. Ainda agora a CMIlhavo ao referir as origens da cidade num desdobravel para o «Campeonato da Europa de Pesca com boia» disse logo no inicio …..«COM RAIZES GREGAS OU FENICIAS QUE REMONTAM HÁ CERCA DE NOVE SECULOS E MEIO,……» Pergunto: Com tantos investigadores no museu e uma biblioteca como é que se pode dizer tal cavalada????????…

  2. Parece-me importante o tema desta investigação, pois começam a rarear os conhecedores e mestres das embarcações tradicionais, que deram grande animação à Ria de Aveiro, devendo as mais emblemáticas ser preservadas pelas entidades responsáveis.

    • Obrigada pelo seu comentário Srº Manuel!
      Quanto à responsabilidade das entidades em preservar as embarcações mais emblemáticas ( deve estar a referir-se ao barco moliceiro e ao mercantel, apesar de existirem outras embarcações igualmente importantes, como a diversidade de bateiras, com as suas formas bem definidas), ainda não existe grande visibilidade no panorama actual. Ideias, intenções, elas existem, no entanto outros factores políticos e económicos pesam mais no prato da balança.
      Abraço,
      Etelvina Almeida

      • Dra Etelvina,

        Há dias passei pelo Rossio e vi lá, pelo menos, uma bateira mercanela a fazer transportes turisticos…

    • Quais foram ou são as EMBLEMÁTICAS:
      A encontrada em AVEIRO A, que possivelmente navegava por todo o litoral europeu??????????
      As barcas que saiam ao mar quando a Barra impediam os navios de entrar?????????
      As bateiras que existiam antes daquelas que hoje observamos???
      O barco Ilhavo/Ilhava/Varino, que era feito em Ilhavo e Aveiro e navegava carregado para LX com o nome de ENVIADA, para ser lá vendido para a pesca e transporte??????????
      Ou as CANOAS DE TÁBUAS modernas onde um Sra antropologa encontrou, estranhamente, possiveis origens VIKINGS…. A dita senhora de certeza que não sabe as diferenças da construção de um barco de origem mediterranica e o de origem nordica….


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: